Emanuel Barros - Diretor Pós-Graduação A Medicina para Gestores Emanuel Barros - Diretor Pós-Graduação A Medicina para Gestores
Emanuel Barros Emanuel Barros Diretor Pós-Graduação A Medicina para Gestores ebarros@porto.ucp.pt
José Artur Paiva - Diretor Pós-Graduação A Medicina para Gestores José Artur Paiva - Diretor Pós-Graduação A Medicina para Gestores
José Artur Paiva José Artur Paiva Diretor Pós-Graduação A Medicina para Gestores

Testemunho dos coordenadores científicos

Na atualidade a prestação dos cuidados de saúde enfrenta novos e complexos desafios de melhoria contínua da efetividade, eficiência, qualidade e segurança dos cuidados e apelam a novas soluções organizativas baseadas na gestão partilhada e no trabalho em equipa.

Impõe-se potenciar sinergias entre a gestão e a área clínica, no sentido de obviar à falta de alinhamento estratégico das organizações e da tomada de decisão.

Não é aceitável que a racionalidade económica possa substituir o juízo clínico, nem o critério médico se pode impor, sem mais, à lógica gestionária.

A articulação de ambas reforça a necessidade de compatibilizar as intervenções, clinicamente relevantes, adequadamente alinhadas com as necessidades dos doentes e os princípios da equidade. A gestão da efetividade e a melhoria da eficiência organizacional são necessárias e imprescindíveis. Por isso exige-se formação conjunta e colaboração eficiente e efetiva  dos profissionais de saúde.

É sob este novo paradigma que se justifica, mais do que nunca, para todos os gestores e restantes profissionais que pretendam adquirir competências específicas, a frequência do curso “A Medicina para Gestores”.

Pretende-se a aquisição de uma linguagem comum, uma abordagem integrada dos problemas clínicos, económicos e gestionários, com resultados na consensualização das melhores práticas e ganhos em saúde para os utentes.

Objetivos

Facilitar e incrementar a articulação entre as diversas profissões da saúde na governação dos serviços de saúde, com objetivos de, em conjunto, obterem a melhoria da eficiência, eficácia e efetividade dos cuidados, da qualidade, custos, otimização de circuitos e procedimentos, bem como da satisfação dos doentes.

No final do curso o/a formando/a será capaz, entre outros, de:

  • Aplicar e compreender no âmbito da gestão na área da saúde o significado de conceitos médicos inerentes a cada uma das especialidades, com impacto na tomada de decisão;
  • Adquirir competências de articulação entre conceitos de gestão e de ordem clínica, nas especialidades integradas no programa curricular;
  • Adquirir competências de compreensão e utilização de conceitos clínicos nas diferentes áreas de intervenção;
  • Identificar, numa perspetiva de gestão e para as diversas especialidades, os diferentes tipos de patologias, procedimentos, terapêuticas, próteses e endopróteses, MCDT e outros atos clínicos;
  • Aplicar e utilizar conceitos e princípios clínicos no dia-a-dia da atividade da governação em saúde.

Competências a adquirir

  • Competências de articulação entre conceitos de gestão e de ordem clínica, nas especialidades integradas no programa curricular, relativos a:
    • Patologias;
    • Atos;
    • Procedimentos;
    • Intervenções;
    • MCDT;
    • Medicamento;
    • Codificação;
    • Ensaios Clínicos.
  • Competências de compreensão e utilização de conceitos clínicos nas diferentes áreas de intervenção.

Destinatários

Profissionais da área da saúde, dos setores público, social e privado, gestores e/ou responsáveis de unidades ou serviços de saúde, bem como outros profissionais que procurem uma qualificação específica, conhecimento e diferenciação técnica.

Plano de Estudos

Unidade Curricular I - Gestão de Processos e Integração de Cuidados

DisciplinaDocente
Saúde Pública, Formação e Ensino ClínicoAlcindo Maciel Barbosa
Qualidade e Governação ClínicaMargarida França e Luís Campos
Sistemas de Informação e Codificação ClínicaJosé Castanheira e Fernando Lopes
Segurança do DoenteAna Azevedo e Carlos Alves
Circuito do MedicamentoAntónio Ferreira
Investigação e Ensaios ClínicosJosé Dinis e M. Dinis Ribeiro
Redes de Cuidados de Saúde do SNSMiguel S. Oliveira

Unidade Curricular II – Áreas Clínicas e processos de decisão

DisciplinaDocente
Ambulatório e Hospital de DiaAntónio Araújo
Internamento e consulta de especialidades médicasMari Mesquita e Vitor Fagundes
Medicina do Doente CríticoFrancisco Esteves
A área pediátrica e a neonatologiaCaldas Afonso
Organização e gestão do Bloco OperatórioA definir
Internamento e consulta de especialidades cirúrgicasFernando Próspero
A clínica da mulherJoão Bernardes
Áreas clínicas de procedimentos e intervenções (MCDT´s)G. Macedo e V. Hespanhol
Imagiologia e Medicina LaboratorialIsabel Ramos e Tiago Guimarães
Saúde MentalAntónio Leuschner
Próteses e EndoprótesesFelipe Macedo, Paulo Pinho, Carlos Sousa A. Mansilha
João de Almeida e Paulo Dinis

Seminários

Estrutura

Duração

192 horas formação + 6 horas Seminários + 8 h de projeto

Datas de realização

Outubro 2017

Horário

Sextas das 15h30 às 19h30 | Sábados das 09h00 às 13h00

Direção do Programa

Margarida França, Emanuel Barros e José Artur Paiva

Local

Católica Porto Business School

Unidade Curricular I | Tronco Comum - 48h

A Medicina, no geral, suscita enormes questões aos gestores dos mais diferentes níveis, tendo estes a necessidade de aprofundar conhecimentos em diversas áreas tais como a governação clínica e de unidades de saúde, a contratualização e a saúde pública, entre outros diversos aspetos.

Ao frequentar esta unidade curricular, o formando adquire as bases para otimizar e maximizar não só a sua intervenção gestionária em diversas áreas, como também para assimilar o significado de conceitos médicos inerentes a cada uma das especialidades que integram as restantes unidades curriculares, possibilitando-lhe a utilização de conceitos clínicos e de gestão de forma integrada na tomada de decisão.

Unidade Curricular II | Áreas Cirúrgicas - 64h

A área de cirurgia suscita enormes questões aos gestores aos mais diferentes níveis, que vão desde a necessidade de perceber os conceitos básicos das especialidades, passando pelas principais patologias, farmacoterapia mais relevante e alternativas, assim como intervenções cirúrgicas e Meios Complementares de Diagnóstico e Terapêutica mais frequentes e sua justificação clínica.

Por outro lado a gestão eficiente das salas operatórias, a relevância da cirurgia de ambulatório, a abordagem do doente no pré-operatório e o planeamento das altas no pós-operatório, traz novos desafios à gestão destas áreas, que implica um conhecimento efectivo e sólido das questões para permitir a implementação das melhores soluções.

Com a frequência desta unidade curricular, o formando será capaz, entre outros, de aplicar e compreender no âmbito da gestão da saúde o significado de conceitos médicos inerentes a cada uma das especialidades cirúrgicas com impacto na tomada de decisão.

Unidade Curricular III | Áreas Médicas - 68h

As áreas médicas englobam as especialidades médicas que avaliam o doente no seu todo, tendo em conta a complexidade do organismo humano e a interação das várias patologias e distúrbios que podem afetar o indivíduo.

Atualmente, esta área suscita enormes questões aos gestores aos mais diferentes níveis, que vão desde a necessidade de perceber os conceitos básicos das diversas especialidades, passando pelas principais patologias, farmacoterapia mais relevante e alternativas clínicas baseadas em evidência.

Depois da conclusão desta unidade, o formando será capaz, entre outros, de aplicar e compreender no âmbito da gestão da saúde o significado de conceitos médicos inerentes a cada uma das especialidades médicas e o potencial impacto da tomada de decisão, pela melhor integração dos fundamentos da gestão e da medicina no quadro dos sistemas de saúde modernos.

Unidade Curricular IV | Áreas de MCDT - 24h

A área dos Métodos Complementares de Diagnóstico e Terapêutica inclui especialidades médicas direcionadas para a realização de exames, com impacto nos diferentes estádios da cadeia de saúde: prevenção, diagnóstico, tratamento e acompanhamento. A tendência é, de uma forma generalizada, para uma crescente utilização da medicina diagnóstica no futuro.

Com a frequência desta unidade curricular, o formando será capaz, entre outros, de aplicar e compreender no âmbito da gestão na área da saúde o significado de conceitos médicos inerentes a cada uma das especialidades, com impacto na tomada de decisão. Será, ainda, capaz de compreender a sua utilização, bem como identificar os MCDT mais realizados, sua justificação, equipamentos e materiais, reagentes e consumíveis mais utilizados, e respetivas alternativas, assim como vantagens e desvantagens das diferentes técnicas laboratoriais executadas.

Atividades

Sailing Teambuilding;

Workshop de Culinária;

Acolhimento Design Thinking;

Candidaturas

Poderá efetuar a sua candidatura online aqui.

Poderá também entregar a sua candidatura pessoalmente nos serviços administrativos da Escola ou enviar por correio para:

Católica Porto Business School
Rua Diogo Botelho, 1327
4169-005 Porto

Elementos da Candidatura

  • Boletim de candidatura devidamente preenchido;
  • Curriculum vitae detalhado;
  • Uma fotografia atual;
  • Cópia do Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade/Cartão de Contribuinte;
Investimento

Investimento

4 500€ + IVA

Política de Pagamento

No ato de inscrição deverá efetuar o pagamento de 10% do valor do programa. O restante valor deverá ser liquidado de acordo com o plano de pagamentos definido que lhe será disponibilizado.

A todos os preços, acresce IVA à taxa legal em vigor.

Política de Cancelamento

O cancelamento de uma inscrição em período inferior a 15 dias de antecedência em relação ao início do programa não dará lugar a reembolso da taxa de inscrição. A não comparência ou o cancelamento de uma inscrição após o início do programa implica o pagamento integral da propina de frequência do programa. Em determinadas circunstâncias, a Católica Porto Business School poderá adiar ou cancelar a realização de um programa e nesse caso procederá à devolução na íntegra das verbas entretanto recebidas a título de inscrição.

Condições Especiais

A propina de frequência terá um desconto de 10% no caso de haver duas inscrições da mesma instituição ou de 15% para três ou mais inscrições. Os antigos alunos da Universidade Católica Portuguesa e da EGE - Escola de Gestão Empresarial beneficiarão de um desconto de 10%. Os associados AEP terão um desconto de 10% e os associados AEP Plus beneficiarão de uma dedução de 13%.

Em situações de pronto pagamento efetua-se um desconto adicional de 5%.

Os membros da Ordem dos Médicos, Ordem dos Farmacêuticos e associados da APAH, usufruem de 10% de desconto na propina da próxima edição. 

Os descontos não são acumuláveis.

Contactos

Coordenação Executiva

Margarida Mota

Email: mmota@porto.ucp.pt

Tel: 226196260

Contacte-nos